quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Livro: A filosofia de Tyrion Lannister




Ficha Técnica:


Nome do livro:   A filosofia de Tyrion Lannister
Autor:  George R.R. Martin
Páginas: 159
Editora: Leya




             Olá, hoje eu trouxe um livro bem pequeno, são frases de um dos personagens mais importantes da série As Crônicas de Gelo e Fogo ( Game of Thrones), de George R.R. Martin, Tyrion Lannister. Devo confessar que ele é um dos meus personagens favorito da série, apesar de sofrer com as mortes na série, estou do lado dele rsrs.


                     

" Sou baixo, mas não cego"
Pág. 16



" Minha mente é a minha arma. Meu irmão tem a sua espada, o Rei Robert,
o seu martelo de guerra, e eu tenho a mente...e uma mente necessita
de livros da mesma forma que uma espada necessita
de uma pedra de amolar para se manter afiada."
Pág. 28



                   As frases  trazem toda a personalidade de Tyrion, são cheias de sarcasmo e inteligência. A maioria das frases são curtas, muitas vezes grossas e rudes, no melhor estilo Tyrion Lannister. 
             O livro é cheio de ilustrações, e separado por temas: Sobre ser um anão,  o poder das palavras, o romance,  valores familiares,  a condição humana,  comida e bebida,  realeza, a arte da guerra, a arte de salvar sua pele, a arte da mentira, dragões e outros mitos,  a religião.

             



                Bom, eu espero que vocês tenham gostado do livro de hoje, e logo estarei trazendo mais livros diferentes.



quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Resenha: A corte do Ar


Ficha Técnica

Nome do livro:  A corte do Ar
Autor:  Stephen Hunt
Páginas: 540
Editora: Saída de Emergência


Olá, faz um tempo que não posto nada aqui no blog rsrs, eu peço desculpas, é que nos últimos meses venho estudando feito louca para os vestibulares e enem, mas meu amor pelos os livros não diminui por isso estou voltando com força total e muitos livros. Essa semana eu trouxe o primeiro livro com temática Steampunk que li. Steampunkum resumo do assunto.

Sinopse:


Quando a órfã Molly Templar testemunha um assassinato brutal no bordel onde foi colocada como aprendiz, seu primeiro instinto é correr de volta para o orfanato em que cresceu. Ao chegar lá e encontrar todos os seus amigos mortos, percebe que ela era o verdadeiro alvo, pois seu sangue contém um segredo muito cobiçado pelos inimigos do Estado.

Enquanto isso, Oliver Brooks é acusado pela morte do tio, seu único familiar, e forçado a fugir na companhia de um misterioso agente da Corte do Ar. Perseguido pelo país, Oliver se vê cercado de ladrões, foras da lei e espiões, e pouco a pouco desvenda o segredo que destruiu sua vida.
Molly e Oliver são confrontados por um poder antigo que se julgava destruído há milênios e que agora ameaça a própria civilização. Seus inimigos são implacáveis e numerosos, mas os dois órfãos terão a ajuda de um formidável grupo de amigos nesta aventura cheia de ação, drama e intriga.




A historia é complexa e eletrizante, a narrativa é fluida, porém cheia de elementos- assim como em as Cronicas de Gelo e Fogo de George R.R. Martin- entramos em mundo diferente repleto de magia e criaturas misticas, porem o elemento que mais desencadeia as ações são as pessoas, sua ambições, sonhos e atos.

Eu amei o livro, mas em algumas passagens da historia ficou difícil de acompanha devido ao excesso de elementos do mundo criado pelo autor. É um livro grande, um universo inteiro. Eu gostei muito da edição, a editora fez um trabalho muito bom com a capa, com o livro todo.
Bom, eu espero que vocês tenham gostado da resenha, e se conhecem ou já leram algum livro que tenha a temática Steampunk, comentem adoraria ler mais livros que fazem parte desse tipo.


segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Resenha: Não Pare!






Ficha Técnica

Nome do livro:  Não Pare!
Autor:  FML Pepper
Páginas: 277
Editora: Valentina


Olá,sei que faz um tempo que não post nada, nos últimos dias eu estava no interior e basicamente não tinha acesso a internet, foi um período de ferias bem zen, com contanto com a natureza e meus parentes, mas agora voltado, já estou ansiosa para falar das minhas novas leituras.  Essa semana eu trouxe um livro que, comprei na feira do livro aqui na minha cidade -Guarulhos- eu decidi ler esse livro primeiro (comprei três livros novos), porque fazia um tempo que ele aparecia no facebook e também eu tive a honra de conhecer a autora e assisti uma palestra que falava sobre um pouco mercado editorial aqui  no Brasil,sobre  livros (físicos e e-books) e os blogs . Devo dizer que foi um dia inesquecível. . 


Sinopse:

Nina Scott não suportava mais a vida nômade e solitária que sua mãe, Stela, a obrigava a ter. Mudar de cidade ou de país a cada piscar de olhos, conviver com tantas perguntas que a consumiam, assombrada por mistérios de um passado guardado a sete chaves. Agora, aos 16 anos, a garota das estranhas pupilas verticais exigia respostas. 
E, para sua péssima sorte, elas já estavam a caminho! 
Quando Stela decide ficar em Nova York, Nina acredita que seu sonho de ter uma vida normal vai se tornar realidade. Finalmente terminará o ano letivo em um mesmo colégio, poderá fazer amigos sem ter que abandoná-los em seguida, viver um grande amor, amadurecer, criar raízes... Enfim, curtir a juventude.
Mas o “normal” está muito longe da vida de Nina!
Perdida no olho de um furacão de mortes e inexplicáveis acidentes, tendo que esconder os terríveis fatos da mãe paranoica, Nina começa a desconfiar da própria sanidade mental, de tudo e de todos. O que explicaria os paralisantes calafrios, a perda de visão e de memória que experimentava sempre que alguém morria ao seu redor? O que ela teria a ver com os bizarros e sobrenaturais acontecimentos? Estariam eles interligados?
Seria a Morte sua companheira para toda a vida?
É chegada a hora da verdade.


 Trecho do livro:

Algo dentro de mim fazia perguntas sem sentido: Será que Stela sabia de alguma coisa sobre aquele assassinato e não me contou? Seria por isso que estávamos saindo dali com tamanha urgência? Não!Era óbvio que não! Até porque sair as pressas de um local para outro já era seu famigerado hobby, e eu já devia ter me acostumado. página 14



No livro, conhecemos Nina Scott, ela e sua mãe viviam mudando de cidades e países, por isso elas não conseguiam criar raízes e laços em lugar nenhum. Nina já estava cansada dessa vida nômade e solitária, e das perguntas sem respostas. 

Nina acredita, que finalmente terá uma vida normal, quando sua mãe Stela, decidi que elas passarão um ano em Nova York. Enfim, ela espera viver uma vida tipica, fazer amigos, quem sabe viver um grande amor, curtir a juventude.

Porém uma serie de acidentes e mortes inexplicáveis, faz com que Nina( quando ocorria uma morte ao seu redor, ela sentia paralisia, calafrios, perdia momentaneamente a visão e perda de memoria) comece a duvidar de sua sanidade mental. 

A narrativa é eletrizante, a autora no leva ao mundo diferente, onde nada é o que parece ser, a beleza esconde algo terrível. Assim como Nina, no apaixonamos a cada minuto, por mais estralho e terrível seja a situação que estamos.

A cada personagem que aparece um pouco do segredo é revelado, começamos a entender um pouco mais, sobre  Nina e sua mãe, os motivos dos segredos.  Uma boa historia, que marcou o inicio da carreira da autora.

Uma coisa que eu não podia deixar de fora dessa resenha, é falar um pouco da vida da autora: ela é dentista, e não tinha muito contanto com o mundo dos livros de literatura. Mas tudo mudou quando ela ficou gravida, essa gravidei era de  risco, por isso ela teria que ficar de repouso em casa, foi nesse período que ela receber um presente do marido, um livro que mudaria seu mundo. A parti desse momento ela se apaixonou, por esse universo de ficção e fantasia. 

E quando ela deu por si, estava ansiosa para contar para o mundo, uma historia, que nasceu desse momento de sua vida. 

Eu espero que vocês tenham gostado da resenha, e que se também gostaram do livro ou se conhecem outros livros de autores nacionais, me falem.

sábado, 30 de julho de 2016

Resenha: O orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares







Ficha Técnica:


Nome do livro: O orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares
Autor: Ransom Riggs
Páginas: 335
Editora: Leya


Olá, o livro dessa semana, é O orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares. Eu me interesse pelo livro, quando sobre que seria laçando um filme dirigido pelo diretor Tim Burton, e como eu sou apaixonada pelos filmes do dele, comecei a pesquisar a respeito do próximo lançamento, e assim cheguei ao livro.




Sinopse:


     Milhões de cópias vendidas em todo o mundo! Traduzido para mais de 40 idiomas! Eleito uma das 100 obras mais importantes da literatura jovem de todos os tempos. 

    Tudo está à espera para ser descoberto em "O orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares", um romance que tenta misturar ficção e fotografia. A história começa com uma tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. 

    Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo.

      E, de algum modo - por mais impossível que possa parecer - ainda podem estar vivas. “Mesmo sem as fotos, esta seria uma história emocionante, mas as imagens dão um irresistível toque de mistério. A narração em primeira pessoa é autêntica, engraçada e comovente. 

      Estou ansioso para o próximo volume da série!” RICK RIORDAN, autor da série Percy Jackson e Os Olimpianos. “Um romance tenso, comovente e maravilhosamente estranho. As fotos e o texto funcionam brilhantemente juntos para criar uma história inesquecível.” JOHN GREEN, autor de A culpa é das estrelas. “Vocês têm certeza de que não fui eu quem escreveu esse livro? Parece algo que eu teria feito...” TIM BURTON.



Trecho do livro:


Eu tinha acabado de aceitar que minha vida seria apenas comum quando coisas extraordinárias começaram a acontecer comigo. página 8 



A historia toda, segue uma linha de surprese. O autor nos prendem do começo ao fim, ficamos envolvido pela narrativa em primeira pessoa, o tempo todo acompanhando os passos de Jacob. Tentado entender o quebra cabeça, em busca da verdade. Sabe o que de fato aconteceu ou acontece no orfanato.

Uma das coisas que chama muita atenção no livros são as fotos, elas são ao mesmo tempo interessantes e assustadoras, são um toque a mais na narrativa, trazendo um pouco mais de mistério. Todas as fotos são em preto e branco.

Eu gostei muito da historia, e agora estou querendo ler a continuação. São três livro dessa serie.  Espero que vocês tenham gostado da resenha, e assim que eu ler o próximo livro faço a resenha.

domingo, 24 de julho de 2016

Tag: Dias da Semana em livros



       Olá, fazia um tempo que eu não respondia a nenhuma tag, decidi trazer uma que é bastante "popular", muitos outros blogs já responderam. O blog que eu me baseie para fazer a tag foi o Beco Literário (Aqui)  A tag consiste em você pega livros com características de dias da semana.
Categorias:


Domingo – Um livro que você não quer que termine ou não quis que terminasse.

A serie Harry Potter, eu sou simplesmente viciada, queria que não tivesse acabado, achou que leria mil livros sobre o universo magico de Harry Potter.

・ Segunda – Um livro que você tem preguiça de começar.

Normalmente são os livros clássicos rsrs por causa da linguagem rebuscada, e os livros da serie As cronicas de Gelo e Fogo de George R.R. Martin -que já li-, os livros são enormes.

・ Terça – Um livro que você empurrou com a barriga ou leu por obrigação.

Bom, teve vários livros que no começo das historias são muitos parados, mas ficam interessantes ou não, alguns deles: Morte Súbita da J.K. Rowling, demorei meses para ler, Homeland- como tudo começou de Andrew Kaplan.

・ Quarta – Um livro que você deixou pela metade ou está lendo no momento.

O livro que estou lendo no momento A mais bela de todas da autora Serena Valentino,é um livro que fala da Rainha má, da Branca de Neve.

・ Quinta – O livro de quinta. Um livro que você não recomenda.

Resposta certa do autor David Nicholls. Eu alguns livros do autor são bons, mas esse livro foi muito chato.

・ Sexta – Um livro que você quer que chegue logo (lançamento ou compra).

Rsrs, são vários livros, a maioria são sequencias de series que eu leio, quero a sequencia de Para todos os garotos que já amei da Jenny Han que é P.S. ainda te amo, Olho por olho, que é uma parceria  de Jenny Han com Siobhan Vivian, só para dizer alguns títulos.


・ Sábado – Um livro que você quis começar novamente assim que ele terminou.

A culpa é das estrelas, eu já pedir a contar das vezes que li esse livro e sempre eu quero ler novamente.


Bom, essa foi as minhas escolhas, se vocês já responderam ou se vão responder deixe nos comentários, adoraria sabe quais livros vocês atribuem as características dos dias da semana.

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Resenha: Auggie e eu - Três histórias Extraordinárias






Ficha Técnica:

Nome do livro: Auggie e eu - Três historias Extraordinárias
Autor: R.J. Palacio
Páginas: 317
Editora: Intrínseca


   Olá, sabe as vezes, um livro é tão bom e maravilhoso que você quer ler uma continuação, que precisa desesperadamente saber o que acontece depois. O livro Extraordinário de R.J. Palacio - resenhado aqui e do livro 365 Dias Extraordinário: O Livro de Preceitos do Sr. Browne aqui - é desse livros que serão lembrados por muito tempo, os personagens são marcantes, e nos deixam morrendo de vontade de conhece-los mais. O livro que eu trouxe não é uma continuação da historia, mas mesmo assim consegui matar um pouco a saudade, e  entendi um pouco mais o universo de Auggie e das pessoas que vivem com ele.



Sinopse:

            A história de Auggie Pullman, o menino de aparência incomum que tem encantado milhares de leitores desde o lançamento do romance Extraordinário, em 2013, ganha agora novas perspectivas: Julian, Christopher e Charlotte, personagens da vida de Auggie, narram nos três contos reunidos no livro Auggie e eu seus encontros e desencontros com o amigo extraordinário.

               O capítulo do Julian dá voz a um personagem controverso: o menino que liderava o bullying contra Auggie na escola. Enfim temos a oportunidade de entender o que o levou a agir dessa forma e o que Julian pensa das próprias ações.

        Em Plutão, o narrador é Christopher, o primeiro amigo de Auggie. Os dois meninos compartilham lembranças da infância e, apesar de terem se distanciado, aprendem que boas amizades sempre valerão um esforcinho a mais. 

        Shingaling mostra Auggie pelos olhos de Charlotte, a única menina entre as três crianças escolhidas para apresentar a Auggie sua nova escola. Com ela entramos no universo das garotas e vemos como a chegada de Auggie afetou as relações entre elas.

         Para quem sente saudades do menino cativante de feições e personalidade extraordinárias e tem curiosidade em saber mais sobre sua história, Auggie & eu é um verdadeiro presente.


       
        O livro é separado em três contos, cada um como um ponto de vista diferente sobre como Auggie afetou a vida de cada um. Nesse livro entendemos um pouco mais sobre Julian, porque ele agia daquele jeito, como era sua vida e sua família. Essa historia nos fala sobre super proteção familiar( as vezes beirando ao excesso) e que enfim a aparência não é tudo, que bondade vem sempre de onde menos se espera.

           No segundo conto, temos um conto sobre uns dos amigos de Auggie mais antigo, Christopher. Devo dizer que é o meu conto favorito, o conto fala da amizade, sobre como as vezes é um pouco difícil manter- las, principalmente quando as amizades fogem dos padrões, e como a família é importante.

           E no ultimo conto temos uma historia narrada por Charlotte, a única menina, que fazia parte do grupo de boas vindas ao Auggie. Aqui temos o lados das meninas em todo o ano letivo, é um conto sobre amizade, sobre ser verdadeiramente amigável.

           Todos os contos, são lindos, nos mostram que é necessário sempre ser gentil, respeitar, e não julgar a aparência das pessoas, apesar de nossos medos, temos que sempre lembrar que todos somos iguais e extraordinários. Enfim, é um bom livro, eu espero que vocês tenham gostado e logo estarem trazendo mais resenhas. 
         

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Resenha: Palavra é Arte




                                                 (Imagem do Skoob)






Ficha Técnica:

Nome do livro: Palavra é Arte - Poesia - Coletânea de vários autores
Autor: Alberto Valença Lima, Hélio Baragatti Neto, Alessandra da Silva dos Santos, Alana Cristina Ferreira, Alan Milhomem, Arthur Ribeiro da Silva, Guerreiro Tharley, Márcia Ramos, Renata Braga Freitas, Ângelo Martins
Páginas: 160
Editora: Palavra é Arte


     Olá, em algum dos posts antigo eu já tinha admitido meu amor pela leitura, o fato de ler praticamente de tudo um pouco e de sempre ler livros diferentes e de novos escritores tanto nacionais como internacionais. A resenha de hoje nos mostram não só o amor pela leitura, mas o amor pela escrita, pois os livros "nascem" assim, da necessidade de expressar tudo aquilo que estava em sua alma. Nosso querido Alberto (assim como eu, colaborador do blog Meu Pequeno Vicio Aqui e dono do blog Verdade de um ser Aqui  ) além de criticamente e sensível em sua visão unica da sétima arte se dedica a doce e desafiadora arte de escrever  poesias. 




 Sinopse:


         Coletânea de poesias de diversos autores que fazem da poesia uma forma de comunicação com o mundo. A´poesia tem uma estreita relação com a arte e, essencialmente com a beleza. Ela é, em si, a síntese de todas as demais manifestações de ordem estética ou comunicativa. Sem ela de que nos serviria a pintura, a escultura, a música, a dança?

       Alberto Valença Lima publicou em 2014 um poema de sua autoria numa antologia e, desde a infância, gostou de escrever. É poeta e escritor no Recanto das Letras e tem um blog chamado Verdades de um Ser desde 2006, onde escreve sobre literatura, cinema, música e outros assuntos do cotidiano. Nesta coletânea ele publica 15 de seus poemas e uma carta escrita para uma ex namorada. (Sinopse do Skoob)



Trechos do livro:


Estes versos,  hoje tão tristonhos,
se mancham de alegria na janela,
a molhar a camisa, que nos sonhos,
chegam iluminando com vela.

(página 20, Saudades de você, Alberto Valença Lima)


       Esse livro é um projeto, onde vários escritores tem quinze poemas publicados cada um. O livro não segue um tema, mas, apesar de não ter um "tema" estabelecido, todos os autores escreveram um ou mais poemas que falam de saudades. Os estilos de escritas, de emoções são únicos para cada autor, todos os poemas tem o nome do escritor embaixo. O livro é cheio de ilustrações simples que rementem a natureza, a simplicidade da vida, porém cheia de beleza, assim como as poesias do livro, que são belas, sonoras e presente no nosso dia a dia, nas situações vividas por todos nós.

     Alguns dos poemas que mais gostei são os mais sonoro, com a estrutura mais "clássica"(com os versos com a terminação de palavras iguais)  da poesia,  sonetos ( com quatro estrofes duas com quatro versos e duas com três versos):  Pela minha janela hoje, Versos na surdina, Para minha mãe e Soneto da saudade, Saudades de você,  Pequena carta para Ray Charles, Flores, Um samba de amor, O que sou?  Toxina sinistra, Pardalzinho do telhado, Para a alma não existe disfarce e Cura-me. 

       Enfim, é um bom livro. Uma leitura rápida, porém cheia de conteúdo,  pois cada poema é um universo, uma situação, uma ação diferente, de cada escritor, que usou de sua experiencia, e extraiu de sua vida, arte da poesia, onde transformou o sentimento, na mais pura arte. É transformar uma carta, uma mensagem em poema, nos deixando assim, a ideia ( a certeza) de que a vida e a poesia estão lado a lado.

      Eu espero que vocês tenham gostado da resenha, leiam o livro, que foi escrito com muito carinho, e se também gostam de poesia,  me deem sugestões de livros e de poetas. É sempre bom conhecer novos escritores e livros. 

       

domingo, 5 de junho de 2016

Resenha: A Ilha dos Perdidos




Ficha Técnica:

Nome do livro: A Ilha dos Perdidos
Autor: Melissa de La Cruz
Páginas: 320
Editora: Abril


      Olá, essa semana eu trouxe um livro que junta duas paixão: contos de fadas e Disney. A pouco tempo foi lançando o filme Descendentes, que fala sobre os filhos dos vilões da Disney. Esse livro narra uma da aventuras de Mal, Evie, Jay e Carlos.



Sinopse:

     Malévola, a autoproclamada soberana da Ilha dos Perdidos, tem tolerância zero com qualquer coisa que não seja a mais pura maldade. Ela dedica pouco tempo a seus súditos, que ainda não aprenderam a viver direito sem magia. Seu único objetivo é escapar da ilha.

       Vinte anos atrás, todos os vilões foram banidos do reino de Auradon para a Ilha dos Perdidos- um lugar triste e sombrio cercado por uma barreira mágica que torna qualquer fuga impossível. Desprovidos de seus poderes, os vilões vivem em total isolamento, completamente esquecido do mundo.

      Mas na Fortaleza Proibida está escondido o Olho de Dragão: a chave para a verdadeira escuridão e a única esperança de permitir que os confinados escapem. Apenas o vilão mais esperto, mais cruel e mais malvado pode encontrar-lo... Quem será?

      Em busca do cetro perdido, quatro adolescentes vão descobrir que, ainda que você venha de uma família maligna, ser bom não é tão mau assim.




     Mal é a filha de Malévola, famosa na escola Dragon Hall por seus planos malignos. Evie foi educada em casa durante anos apenas por sua mãe, a Rainha Má. Filho de Jafar, Jay é um garoto de muitos talentos como roubar e mentir. Carlos é o filho de Cruela de Vil, ele não é o mais corajoso, mas ele certamente é esperto.

      Eu amo contos de fadas, e sempre fiquei curiosa para saber o que acontece depois do fim, como as princesas continuam a vida? E os vilões para onde eles foram? Esse livro nos conta a história de um ponto de vista diferente, os vilões estão em foco, para ser mais exata os filhos dos vilões são os personagens principais. Nesse livro conhecemos os filhos dos vilões, seu dia a dia na Ilha dos Perdidos, como é seus relacionamentos com os pais.



     Enfim, eu espero que vocês tenham gostado, e logo estarei trazendo mais livros.

quinta-feira, 31 de março de 2016

Resenha: Half Bad







Ficha Técnica:

Nome do livro: Half Bad
Autor; Sally Green
Páginas: 301
Editora: Intrínseca



   Olá, essa semana eu trouxe um livro que fala sobre o mundo dos bruxos. Como boa fã de Harry Potter, amo qualquer historia com esse tema. O livro que eu trouxe é o primeiro romance de Sally Green. Esse livro faz parte da minha lista de leitura desse ano, rsrsrs estou conseguindo manter minha leitura em dia.



Sinopse:


      A história é sempre contada pelos vencedores, dizem. E Nathan, infelizmente, não é um deles. Na Inglaterra  em que ele vive, bruxos e humanos dividem o mesmo espaço, sem, no entanto, se misturarem. 

       Mesmo entre os bruxos, há os que se autodenominam bons, puro se justos — os bruxos da Luz —, e há, é claro, seus inimigos, aqueles que devem ser combatidos e aniquilados, a origem de todo o mal — os bruxos das Sombras. Nesse mundo dividido entre mocinhos e vilões, não ter um lado é pecado, e esse é exatamente o caso de Nathan, filho de uma bruxa da Luz com um bruxo das Sombras. 

     É importante dizer que seu pai, Marcus, não é qualquer um, e sim o mais poderoso e cruel bruxo das Sombras que já existiu, acusado de ter matado a mãe de Nathan e de espalhar o terror por onde passa. Vivendo com a avó e os meios-irmãos, Nathan é visto como uma aberração por seus pares e pelo Conselho dos Bruxos da Luz, que enxergam no garoto uma ameaça que precisa ser ou domada ou exterminada. E as coisas só ficam mais complicadas conforme o tempo passa, já que, ao completarem dezessete anos, todos os bruxos passam por uma cerimônia em  que seu dom, o poder que carregarão por toda a vida,é finalmente revelado. Nesse momento se definirá se Nathan é um bruxo da Luz ou das Sombras.


   E o tempo dele está se esgotando. Em Half Bad, acompanhamos a jornada errante efrenética de Nathan para encontrar o pai e, mais importante ainda, sobreviver. Mas como conseguir isso quando cada passo seu é vigiado e ninguém é confiável— nem mesmo a família, nem mesmo a garota que
você ama? Com uma narrativa vívida e dinâmica, Sally Green constrói uma história arrebatadora sobre intolerância,racismo e os caminhos tortuosos que todos trilhamos rumo ao amadurecimento.



      Nathan é filho de uma bruxa da luz com um bruxo das sombras, ou seja ele é um meio- código,  o único que existe no mundo. Nesse mundo tão dividido, Nathan é visto como um paria, sofrendo preconceito por ser metade bruxo da sombras.
       Durante toda a sua vida Nathan vem sofredo nas mãos dos bruxo da sombras, várias regras eram impostas a ele.  Ele não tinha amigos e não ia a lugares públicos. Porém, ele tinha o apoio de sua família, sua avó e seus meios -irmãos. Nessa fase surgiu Annalise, uma bruxa da luz, que apesar de ser de uma família  tradicional e preconceituosa, consegue ver a verdadeira natureza de Nathan aceitado ele do jeito que era de verdade.

    
    Conforme crescia, tudo piorava. A cada dia que passava, seu corpo vinha ganhado mais características  bruxos das sombras, o Conselho impôs regras terríveis e acabou tirando a guarda de sua avó e o confinando a uma prisão “educativa”,  na companhia de uma rigorosa bruxa do Conselho.
    
     Nathan passou anos preso lá esperando pela vinda de seu pai, ou de uma oportunidade de fugir. Seu aniversário de dezessete anos estava chegando, e  a  necessidade de fazer a cerimônia dos três presentes, no qual se tornaria um bruxo de verdade e descobriria  seu verdadeiro  dom.
    

   Nathan passa por muitas dificuldades, (fatos que são narrado em primeira pessoa, de forma profunda e impactante). Há alguns elementos que são parecido com o livro de J. K. Rowling, Harry Potter: o fato do protagonista ter crescido sem conhecer seus pais, ter sofrido na infância, se destacar por seus poderes, porém são duas historias diferentes, com temática diferentes. 


 Enfim gostei muito do livro, e espero que vocês também gostem do livro, até semana que vem.   

terça-feira, 29 de março de 2016

Levei 22 anos para aprender que...






    Olá, essa semana, eu escolhi uns dos temas que foram rejeitado no grupo Blogs Up.  É um tema que nos faz pensar no que aprendemos com os anos que vivemos. Eu decidi dividi um pouquinho dos meus 22 anos nesse post.




  Eu aprendi a confia mais em mim mesma, ser mais determinada com meus objetivo.

  Passei a amar e cuidar meu cabelo, do jeitinho que ele é.
  
  Parei de dar tanta importância a opiniões maldosas que não ajudam no meu amadurecimento, que são simplesmente para me fazer perder o foco nas coisas importante.  

  Aprendi a ser mais leve e delicada com as pessoas.

  Aprendi que dias ruins também tem fim.

  Aprendi que cada dia é um novo aprendizado, e que a vida é curta demais para não ser vivida.



    Essas são as principais coisas que aprendi nesses 22 anos da minha existência rsrs, logico que isso não é tudo o que eu aprendi, acredito que todos os dias sempre aprendemos uma coisa nova, pode até ser uma besteirinha, mas uma lição aprendida sempre é bem vinda.

quinta-feira, 17 de março de 2016

Resenha: Resposta Certa




Ficha Técnica:

Nome do livro: Resposta Certa
Autor: David Nicholls
Páginas: 346
Editora: Intrínseca



     Olá, essa semana eu trouxe um livro, que fala de amor, faculdade, amigos, família e um popular programa de tv, que ocorre no ano de 1985 - é um desafio de perguntas e respostas, em equipes . "Resposta certa" de David Nicholls ( autor do livro Um Dia), um livro irônico, hilario. Esse é mais um livro, da minha meta de leitura desse ano.



Sinopse:


       O ano é 1985. Brian Jackson, com uma bolsa de estudos e ótimas notas, acaba de entrar para a universidade. E parece que finalmente conseguirá realizar um antigo sonho: aparecer em um popular programa de perguntas e respostas na televisão, no qual poderá demonstrar todo o seu repertório de cultura geral. Após entrar para a equipe da faculdade e passar pela fase classificatória, Brian se prepara para seu primeiro embate televisivo, ao mesmo tempo em que se vê apaixonado por uma de suas colegas de time: a linda, inteligente e assustadoramente elegante Alice Harbinson.

       Quando Alice se recusa a ceder aos encantos ligeiramente ansiosos de Brian, ele arma um plano infalível para conquistar o coração de sua amada de uma vez por todas. Vai ganhar o jogo. A qualquer custo. Afinal, todos sabem que o que uma mulher realmente procura em um homem é uma vasta gama de conhecimentos gerais.



    Brian tem 19 anos  e muito conhecimento em assuntos gerais. Ele acabou de entrar na faculdade, onde deseja mudar de vida radicalmente, ser mais sociável e ter muitas conversas  profundas, porém nem todo conhecimento geral é suficiente para Brian alcançar seu objetivo.
   
    Na primeira festa da faculdade, Brian conhece Alice ( por quem se apaixona perdidamente), a partir desse encontro Brian, decide entrar no Desafio Universitário ( afinal Alice também estará lá). Desse momento em diante a vida de Brian gira em torno do desafio e de Alice. 

    Bom, agora a verdade nua e crua, eu não gostei do livro, a leitura foi um sofrimento, Brian é muito chato, as atitudes deles beiram o ridículo. Eu ainda não desisti dos livros de David Nicholls, só espero que sejam melhores e o protagonista não seja tão chato e estranho.

   Eu sei, que meu ponto de vista não é o único, por isso gostaria de saber: vocês já leram o livro? O que vocês acharam? 

terça-feira, 15 de março de 2016

Texto: Quando você se foi



      Quando você se foi, o meu eu foi com você. A pessoa que você conhecia não existe mais. Não, não é drama, nem exagero. Quando tudo acabou, eu pensei que ia morrer, mas não morri, renasci, como uma fênix, nasci das minhas cinzas e tristeza.

      Não vou dizer que foi fácil e rápido. Doeu. Doeu muito. As primeiras semanas parecia que havia um buraco negro dentro de mim, que sugava toda a minha alegria ( achou que entendi o a J.K. Rowling queria dizer, quando pensou nos dementadores), mas passou dia apos dias, o meu mundo voltava aos eixos, porém não era a mesma coisa. 

    Eu havia mudado, minha vida, minha aparecia mudaram. Em algum momento , eu cortei o cabelo, sim, eu radicalizei. Você sempre duvidava que eu iria cortar o cabelo curtinho, me achava achava sem coragem para esse tipo de atitude, como estávamos enganados, eu também me surpreendi com a minha coragem, com a minha força. Eu nunca imaginei do que era capaz, e nem você.

     O cabelo foi o primeiro passo, depois mudei o  meu estilo de vestir, me arrisquei e encontrei meu estilo próprio. Escrevi meu primeiro texto, um desabafo e depois vieram outros, eu havia encontrado algo que amava, escrever passou a ser essencial a minha vida.

      Agora, não tenho mais raiva, nem magoa. Esses sentimentos também passaram. 

    Quando você se foi, o meu amor por você também se foi. E o meu amor por mim mesma chegou.


segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Resenha: Passarinho



Ficha Técnica:

Nome do livro: Passarinho
Autor: Crystal Chan
Páginas:222
Editora: Intrínseca


    Olá, como vocês estão? Essa semana eu trouxe um livro que estava na minha lista de livros para ler esse ano, é o livro Passarinho da Crystal Chan. Devo falar que esse livro me surpreendeu muito, a historia com linguagem simples, mas que passa grandes lições.


Sinopse:

        O avô de Joia parou de falar no dia em que matou o irmão dela. O menino se chamava John, e achava que tinha asas. Subia e saltava do alto de qualquer coisa, até ganhar do avô o apelido de Passarinho. Joia não teve a chance de conhecê-lo, pois Passarinho se jogou do penhasco bem no dia em que ela nasceu. Ainda assim, por muito tempo ela viveu à sombra de suas asas. 

       Agora, aos doze anos, Joia mora em uma casa tomada por silêncio e segredos. Os pais culpam o avô pela tragédia do passado, atribuem a ele a má sorte da família. Joia tem certeza de que nunca será tão amada quanto o irmão.

      Até que ela conhece um garoto misterioso no alto de uma árvore. Um garoto que também se chama John. O avô está convencido de que esse novo amigo é um duppy — um espírito maldoso —, mas Joia sabe que isso não é verdade. E talvez em John esteja a chave para quebrar a maldição que recaiu sobre sua família desde que Passarinho morreu. 



Trechos do livros:


"Ninguém nunca me disse que eu deveria manter em segredo minhas idas ao penhasco, mas os adultos têm dessas coisas: as regras mais importante são as que nunca são ditas, e são as que vão deixá-los com mais raiva se você desrespeitá-las." (páginas 8 e 9)

"-Sabe, estrelas são como joias- disse John, de repente. - Mas elas não brilham como as pessoas pensam. Aos nossos olhos as estrelas parecem piscar porque as ondas de luz refratam nas camadas da atmosfera" (página 11)

"Se você entrega muito de si a alguém, rápido demais, essa pessoa pode simplesmente ir embora e levar tudo. E quando se trata de alguém como eu, que já não tenho muito de mim, bem, é preciso ter cuidado redobrado."(página 12)"

" Não existem coincidências na vida - o que não passa de um jeito elegante de dizer que, por mais misterioso, insano ou impossível que seja, o que tiver que ser, será."(página 13)

"É quase como se tivéssemos medo das palavras. Elas pairam no ar, sem serem ditas, e quando percebem que não serão utilizadas, murcham e morrem."(página 34)

" Por que tentar fazer alguém compreender certas coisas pode levar mais que uma vida, enquanto outras pessoas leva apenas poucos instantes?"(página 87)

"Acho que as pessoas podem ter mais de uma camada, assim como a terra, estratos diferentes empilhados um sobre o outro. Se você cavar, pode descobrir outra camada em alguém. E às vezes essas camadas podem se surpreendentes." (página 179)



   O livro traz a historia de Joia e sua família. Desde a morte de seu irmão- no mesmo dia de seu nascimento- Joia tenta desesperadamente preencher o vazio que seu irmão deixou. Em sua casa as coisas importantes não são ditas, o silencio é usado como um escudo para proteger os segredos da casa. Porém tudo começa a mudar quando Joia conhece um garoto, que também se chama John - o nome do seu irmão que morreu- o seu mundo será mudado para sempre.

  A historia  trata de mais assusto "pesados", religião, misticismo, morte, tristezas, preconceitos raciais, porém dosado de muitos momentos leves e alegre. A autora sobre nos mostrar a personalidade de Joia,  suas confusões, medos e esperanças.

   Enfim o livro é lindo, emoção na certa. O livro é narrado do ponto de visa de Joia. Bom eu espero que vocês tenham gostado da resenha, e logo estarei trazendo mais resenha.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Blogagem coletiva: Livros para ler em 2016






    Olá, hoje eu trouxe mais um dos temas da blogagem coletiva do Blog up,  esse é um tema do mês de  janeiro, dessa vez o tema que eu escolhi (para variar) é sobre os livros para ler agora em 2016. Esses livros já estão na minhas estantes há um tempinho rsrsrs. E eu decidi que tenho que lê-los antes de comprar mais livros ( o que é uma tarefa muito difícil, porque não resisto á  nenhuma oferta de  livros).  Esses livros são diferente do post da minha Wishlist aqui, mais entraram na minha meta de leitura desse ano.



Passarinho da autora Crystal Chan


         O avô de Joia parou de falar no dia em que matou o irmão dela. O menino se chamava John, e achava que tinha asas. Subia e saltava do alto de qualquer coisa, até ganhar do avô o apelido de Passarinho. Joia não teve a chance de conhecê-lo, pois Passarinho se jogou do penhasco bem no dia em que ela nasceu. Ainda assim, por muito tempo ela viveu à sombra de suas asas. 

       Agora, aos doze anos, Joia mora em uma casa tomada por silêncio e segredos. Os pais culpam o avô pela tragédia do passado, atribuem a ele a má sorte da família. Joia tem certeza de que nunca será tão amada quanto o irmão.

     Até que ela conhece um garoto misterioso no alto de uma árvore. Um garoto que também se chama John. O avô está convencido de que esse novo amigo é um duppy — um espírito maldoso —, mas Joia sabe que isso não é verdade. E talvez em John esteja a chave para quebrar a maldição que recaiu sobre sua família desde que Passarinho morreu. 



Homeland do autor Andrew Kaplan



       Beirute, 2006. A oficial de operações da CIA Carrie Mathison escapa por pouco de uma emboscada durante um encontro clandestino com um novo contato, de codinome Rouxinol. Suspeitando que a segurança da operação possa ter sido comprometida, Carrie desafia seu chefe num acalorado debate, que acaba por causar sua volta à sede da agência, nos Estados Unidos.

        Especialista em reconhecer e antecipar padrões de comportamento -— uma habilidade que se deve em parte a seu transtorno bipolar, o qual mantém em segredo para proteger a carreira —, Carrie tem cada vez mais certeza de que uma trama terrorista está em andamento. Ela então se arrisca num grave ato de insubordinação, na tentativa de descobrir uma prova que conecte Rouxinol a Abu Nazir, o líder da Al-Qaeda no Iraque. Determinada a interromper os planos terroristas, ela embarca numa obsessiva busca que pode acabar com sua carreira e até mesmo com sua vida.

      Construído com a mesma dose de suspense e as intrincadas reviravoltas que fizeram de Homeland uma série campeã de audiência, o livro revela a história pregressa de seus principais personagens e conduz o leitor ao interior da mente de sua brilhante espiã.



 Half Bad da autora Sally Green



     Nathan, filho de uma bruxa da Luz com o mais poderoso e cruel bruxo das Sombras. O adolescente vive com a avó e os meios-irmãos e é visto como uma aberração por seus pares.
     O Conselho dos Bruxos da Luz vê nele uma ameaça, que precisa ser domada ou exterminada. Prestes a completar dezessete anos – época em que todos os bruxos passam por uma cerimônia em que seu dom é finalmente revelado bem, como sua denominação como bruxo da Luz ou das Sombras –, agora Nathan terá que correr contra o tempo para achar o pai, que jamais teve oportunidade de conhecer, e salvar a própria pele.


Resposta Certa do autor David Nicholls



     O ano é 1985. Brian Jackson, com uma bolsa de estudos e ótimas notas, acaba de entrar para a universidade. E parece que finalmente conseguirá realizar um antigo sonho: aparecer em um popular programa de perguntas e respostas na televisão, onde poderá demonstrar todo o seu repertório de cultura geral. 

      Após entrar para a equipe da faculdade e passar pela fase classificatória, Brian se prepara para seu primeiro embate televisivo, ao mesmo tempo em que se vê apaixonado por uma de suas colegas de time: a linda, inteligente e assustadoramente elegante Alice Harbinson. 

     Quando Alice se recusa a ceder aos encantos ligeiramente ansiosos de Brian, ele aparece com um plano infalível para conquistar o coração de sua amada de uma vez por todas. Ele vai ganhar o jogo. A qualquer custo. Porque, afinal, todos sabem que o que uma mulher realmente procura em um homem é uma vasta gama de conhecimentos gerais... 



O Substituto do autor David Nicholls


     Para Josh Harper, ser ator significa ter dinheiro, fama, mulheres aos seus pés e o papel principal nos palcos de Londres. Para Stephen C. McQueen, trata-se de uma longa e desastrosa carreira como figurante. Stephen tem um nome que não ajuda (não, ele não é parente do famoso Steve McQueen), um agente pouco interessado, um relacionamento complicado com a ex-mulher e a filha e um trabalho como substituto de Josh Harper, o 12º Homem mais Sexy do Mundo. 
     E, quando percebe que está apaixonado por Nora, a  linda e inteligente esposa de Josh, sabe que as coisas podem ficar ainda mais difíceis para ele. Ou, quem sabe, essa não é justamente sua Grande Chance? Com personagens engraçados e diálogos irresistíveis, O substituto é uma comédia arrebatadora.

   Bom eu espero que vocês tenham gostado, e também quero saber quais livros vocês querem ler esse ano.

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Tag: Tag Skoob









      Oi! Hoje eu trouxe uma tag, que fala de uma rede social voltada para o mundo dos livros: a Tag Skoob. Essa tag eu achei no blog Blog Coisinhas Aleatórias e fiquei morrendo de vontade de fazer. Então vamos a tag.


1. Quantos livros você tem na sua aba lido no Skoob?

R: Eu tenho 211 livros lidos.



2. Qual livro você está lendo?
R: Maze Runner - Ordem de Extermínio, do autor James Dashner, esse livro faz parte da minha meta de leitura do ano de 2015( que está atrasada rsrs).



3. Quantos livros tem na sua aba vou ler?

R: 69 livros. Mas logo quero aumentar essa lista rsrsrs.



4. Você está relendo algum livro? Qual é?

R: Não estou relendo nenhum livro agora. Talvez eu releia algum livro nos próximos meses.



5. Quantos livros você já abandonou? Quais são eles?

R: Eu abandonei 1 livro: Cinquenta tons de Cinza.




6. Quantas resenhas você tem cadastradas no Skoob?

R: Eu tenho 15 resenhas, mas quando eu escrevi essas resenhas estava apenas começando a escrever, então eu acho que elas não ficaram legais, mas logo eu quero atualiza-las, elas serão iguais ao do blog.


7. Quantos livros avaliados você tem na sua lista?

R: 198 livros, eu ainda preciso avaliar os outros livros lidos.



8. Na aba favoritos, quantos livros você tem registrados? Cite alguns.

R: 33 livros. São eles: Delírio, Extraordinário,  Radiante, Uma rua como aquela, Paixão sem limites, A culpa é das estrelas, Destino, Abandono, O herói perdido, Harry Potter, Hex Hall, A hospedeira, Sussurro, Jogos Vorazes, Percy Jackson - O ladrão de raios, Fallen, Quem é você Alasca, Deixe a neve cair, Artemis Fowl, Uma canção para Jack, A maldição do tigre. Esses são alguns dos livros que estão nessa lista.



9. Quantos livros você tem na aba tenho?
R: Na minha lista tem 64, mas preciso atualizar essa lista. Esse ano eu aumentei a minha coleção.



10. Quantos livros você tem no desejados?
R: Tem 14 livros.



11. Quantos livros emprestados você tem no momento?

R: Nenhum.



12. Você quer trocar algum livro? Qual?
R: Não, no momento não. No ano passado eu já troquei alguns livros no espaço de troca de livros da minha cidade, então não tenho nenhum livro que quero trocar agora.



13. Na aba meta, quantos livros você tem marcados? Cumpriu essa meta?
R: Eu marquei 8 livros, já li 2.


14. Qual é o número do seu paginômetro?
R:66.620.



15. Link do seu perfil do Skoob.

 R: Dany Araujo



Eu espero que vocês tenham gostado dessa tag e  fiquem à vontade para responder também.

Bjs